CONTROLE DE SOJA VOLUNTÁRIA COM HERBICIDAS REGISTRADOS PARA ALGODOEIRO

Giovana Oliveira Takahashi, Guilherme Braga Pereira Braz, Fellipe Goulart Machado, Alberto Leão de Lemos Barroso, Antônio Jussiê da Silva Solino

Resumo


Em parte da região Centro-Oeste do Brasil o algodoeiro tem sido cultivado em segunda
safra, semeado após a colheita de soja. Nestas áreas, tem sido comum a ocorrência de
plantas voluntárias de soja interferindo no desenvolvimento do algodoeiro. Neste sentido, o
objetivo deste trabalho foi avaliar a eficácia de herbicidas aplicados em pós-emergência no
algodoeiro para o controle de soja voluntária contendo diferentes transgenias. Dois
experimentos foram conduzidos em casa de vegetação, utilizando um cultivar de soja com
tecnologia Liberty Link® (LL®), que confere tolerância ao glufosinate, e no outro cultivar
Roundup Ready® (RR®), que possui tolerância ao glyphosate. Em ambos os experimentos
foi utilizado o delineamento de blocos casualizados, em arranjo fatorial 7 x 2, com 4
repetições. O primeiro fator foi constituído por herbicidas registrados para o algodoeiro:
2,4-D, dicamba, glyphosate, pyrithiobac, trifloxysulfuron, S-metolachlor, além de uma
testemunha sem aplicação; enquanto que o segundo fator consistiu da associação ou não
com o glufosinate. Para aferir o desempenho dos tratamentos herbicidas, foram realizadas
avaliações de porcentagem de controle, altura e massa seca de parte aérea das plantas de
soja. Para soja voluntária LL®, dicamba e glyphosate isolados, além da associação de
glufosinate com dicamba, 2,4-D ou glyphosate, consistiram nos tratamentos com maior
eficácia, proporcionando níveis de controle acima de 80,0%. Para a soja RR®, dicamba,
trifloxysulfuron e 2,4-D isolados apresentaram eficácia no controle das plantas voluntárias,
visualizando-se incrementos nos níveis de controle quando se procedeu a adição de
glufosinate à calda de aplicação destes herbicidas.


Palavras-chave


Glycine max, Gossypium hirsutum, herbicidas em pós-emergência

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7824/rbh.v19i4.707

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


UFERSAUFVJMUFFSEmbrapa
SBCPDHRAC-BRNAPD-UEMUniRV



Revista Brasileira de Herbicidas
ISSN (Online) 2236-1065
ISSN (IMPRESSO de 2000 a 2005) 1517-9443

Complexo Empresarial Oscar Fuganti
Rua Santa Catarina, 50 - 13º andar - sala 1302
Londrina - Paraná
CEP: 86010-470
Email: contato@rbherbicidas.com.br
TEL: (43) 3344-3364
Segunda à Sexta — 12:00 às 18:0